30 anos sem Bob Marley.

30 anos após a morte do rei do reggae a cultura rastafari perde força dentro de casa.

[tweetmeme source=”@franklincoult”]

No dia 11 de maio de 1981 , o músico jamaicano ( Bob Marley ) , também conhecido como o “rei do reggae” ,  encerrava uma vida cheia de altos e baixos , controversa e bastante polêmica.

Mas o que o mundo não contava era que a obra de Bob Marley fosse perdurar por tanto tempo , porém 30 anos após seu falecimento , a comunidade rastafari ( verdadeira ) enfrenta uma certa crise.

Não existe mais um compromisso político ou de elevação espiritual. Segundo líderes religiosos locais , o “rastafarianismo ” vem perdendo força por ter se tornado uma grande marca , estereotipada pelos dreadlocks , roupas despojadas e mensagens positivas , porém , clichês que não são postos em prática pelos seus “adeptos” .

Agora , o que os líderes religiosos de lá não levaram em conta , é que toda uma cultura e tradição já vem se formando fora das fronteiras da ilha. É muito evidente que a mensagem jamais será a mesma , Bob Marley foi único! Mas mesmo assim , a mensagem do menino pobre e de um lugar pobre , continua a chegar a cada dia em mais pessoas.

Para entender um pouco mais sobre a vida de Bob Marley clique aqui.